Ciclobenzaprina (Miosan, Musculare) – Dá sono? Engorda? Tire suas dúvidas

remédios

O Miosan / Musculare, ou ciclobenzaprina, atua no organismo de maneira semelhante aos antidepressivos tricíclicos, como a amitriptilina. Ele bloqueia o sistema nervoso, que às vezes dispara continuamente em alguns músculos voluntários.

Relaxantes musculares são medicamentos usados para aliviar espasmos musculares, rigidez ou tensão. Eles podem ser classificados em duas categorias: bloqueadores neuromusculares e espasmolíticos. Os bloqueadores neuromusculares atuam na junção neuromuscular, enquanto os espasmolíticos atuam no sistema nervoso central. Os espasmolíticos são mais comumente usados para controlar espasmos musculares.

Espasmos musculares são contrações involuntárias de um ou mais músculos, causando cãibras ou espasmos. Essas contrações podem resultar de vários fatores, incluindo deficiências nutricionais, fadiga, uso excessivo, exposição ao calor extremo, doença renal e outros.

Os relaxantes musculares funcionam diminuindo a tensão ou rigidez muscular, reduzindo a dor e o desconforto. Alguns relaxantes musculares agem diretamente nos músculos, enquanto outros têm como alvo o sistema nervoso central.

Outros relaxantes musculares

Nomes e marcas populares de relaxantes musculares incluem Miosan, Musculare (ciclobenzaprina), Tandrilax, Mioflex A, Torsilax (carisoprodol), Baclon (baclofeno) e Sirdalud (tizanidina). Entre estes, Baclofeno, Carisoprodol e Ciclobenzaprina são os medicamentos relaxantes musculares mais comumente prescritos.

Cada um desses medicamentos tem um mecanismo de ação diferente, possíveis efeitos colaterais e interações, tornando crucial consultar um médico antes de tomar qualquer um deles.

Em quanto tempo a ciclobenzaprina começa a funcionar?

sistema nervoso central cerebro

Os efeitos dos relaxantes musculares geralmente duram entre 4-6 horas, com rápido início de ação. Esses medicamentos agem como depressores do sistema nervoso central (SNC), produzindo efeitos sedativos ou inibindo a transmissão de sinais de dor ao cérebro. No entanto, os relaxantes musculares também apresentam riscos de abuso e dependência.

O National Center for Biotechnology Information identificou relaxantes musculares de ação central como medicamentos potencialmente mal utilizados. O tratamento para dependência de relaxantes musculares pode envolver programas de tratamento de álcool, tratamento de abuso de drogas, prevenção de recaídas e grupos de apoio.

Quais são as doses de ciclobenzaprina?

Em relação às dosagens, existem duas formas de Flexeril: liberação imediata e liberação prolongada. A liberação imediata normalmente começa com 5 mg até três vezes ao dia. Algumas pessoas o tomam conforme necessário, mas eu sempre aconselho começar à noite para ver como se sente, já que pode causar sonolência.

A dosagem pode chegar a 10 mg três vezes ao dia, mas eu prefiro começar com uma dose única à noite e adicionar mais, se necessário.

A versão de liberação prolongada tem dosagens de 15 mg e deve ser tomada uma vez ao dia. No entanto, ela não é recomendada para idosos. Independentemente da forma de ciclobenzaprina que você estiver usando, o ideal é usá-lo a curto prazo, de preferência por poucas semanas.

Em casos excepcionais, como pessoas com dor crônica, fibromialgia, esclerose múltipla, o uso a longo prazo pode ser necessário, mas não é o ideal.

Efeitos Colaterais

A ciclobenzaprina pode causar efeitos anticolinérgicos, como tontura, sonolência, confusão, retenção urinária e constipação, aumentando também o risco de quedas. Esses efeitos são resultado da semelhança estrutural da ciclobenzaprina com os antidepressivos tricíclicos.

Efeitos Colaterais mais comuns

espasmos-na-face-hemifaciais

Os efeitos colaterais mais comuns incluem boca seca (6-32% das pessoas), tontura (3-11%) e sonolência (1-39%). Eu sempre digo às pessoas para esperarem sentir sonolência ao tomar ciclobenzaprina, por isso aconselho começar com uma dose à noite e adicionar mais, se necessário.

A variação na incidência de efeitos colaterais se deve às diferenças nas dosagens e formas de liberação do medicamento. A menor incidência ocorre com a formulação de liberação prolongada e a maior com a dosagem mais alta de liberação imediata.

Ciclobenzaprina dá sono?

Sim. Para a maioria dos pacientes, pode haver sonolência leve a excessiva. Inicialmente, iniciamos com doses baixas, à noite. Orienta-se tomar pelo menos uma a duas horas antes de dormir, e evitar ingesta de bebidas alcóolicas. Deve-se evitar dirigir, ou realizar atividades manuais após o uso do medicamento.

Para boa parte dos pacientes, o efeito de sedação e sonolência excessiva tende a melhorar com o tempo.

É importante notar que a ciclobenzaprina pode causar sonolência e diminuição da capacidade de concentração em algumas pessoas, sendo aconselhável evitar atividades que exijam alerta mental, como dirigir ou operar máquinas pesadas, enquanto estiver tomando este medicamento. Se você estiver preocupado com os efeitos colaterais da ciclobenzaprina, consulte seu médico para discutir possíveis alternativas ou ajustes na dosagem.

O efeito sedativo e a sonolência induzida pela ciclobenzaprina estão relacionados à sua ação no sistema nervoso central. Acredita-se que a inibição da recaptação dos neurotransmissores no SNC reduz a atividade neural e a excitabilidade, levando a uma sensação geral de relaxamento e sonolência.

Além disso, a ciclobenzaprina também pode atuar nos receptores de histamina, o que pode contribuir para o seu efeito sedativo. A histamina é um neurotransmissor que desempenha um papel importante na regulação da vigília e do sono. Ao bloquear os receptores de histamina, a ciclobenzaprina pode aumentar a sonolência e o cansaço.

Ciclobenzaprina engorda?

Em nossa experiência, a ciclobenzaprina não causa ganho de peso significativo diretamente.

No entanto, algumas pessoas podem sofrer alterações de peso possivelmente a efeitos indiretos da medicação ou reações individuais.

Algumas maneiras pelas quais a ciclobenzaprina pode levar ao ganho de peso incluem:

  • Sedação e fadiga: Como mencionado anteriormente, um dos efeitos colaterais da ciclobenzaprina é sonolência e fadiga. Esses efeitos podem levar à redução da atividade física e a um estilo de vida mais sedentário, o que pode contribuir para o ganho de peso ao longo do tempo.
  • Aumento do apetite: Alguns indivíduos podem experimentar um aumento do apetite como efeito colateral da medicação. Isso pode levar a uma maior ingestão de calorias e subsequente ganho de peso, se não for equilibrado com atividade física e uma dieta saudável.
  • Retenção de líquidos: em alguns casos, as pessoas que tomam ciclobenzaprina podem apresentar retenção de líquidos ou edema, o que pode contribuir para um aumento temporário do peso corporal. Isso geralmente não é um problema de longo prazo e pode ser resolvido à medida que o corpo se ajusta à medicação.
  • Fatores metabólicos individuais: o corpo de cada pessoa reage de maneira diferente aos medicamentos, e alguns indivíduos podem ser mais propensos a alterações de peso do que outros devido a diferenças no metabolismo ou outros fatores individuais.

Cuidados com efeitos adversos

Existem algumas advertências específicas a serem consideradas ao decidir usar ciclobenzaprina. Os efeitos colaterais são mais comuns com doses mais altas, múltiplas doses diárias, idade superior a 65 anos e problemas hepáticos.

Pessoas com problemas oculares, como glaucoma, também devem ter cuidado ao usar ciclobenzaprina, assim como aqueles que apresentam hesitação urinária.

Podem causar dependência?

polifarmacia

Os relaxantes musculares podem causar dependência, especialmente quando tomados sem receita ou em doses mais altas do que as recomendadas por um médico. O uso prolongado de relaxantes musculares pode levar à dependência física, resultando em sintomas de abstinência, como tremores, ansiedade e insônia após a interrupção abrupta.

É essencial seguir as instruções do médico ao usar relaxantes musculares e estar ciente dos riscos de abuso e dependência.

Cuidados com Superdosagem

A superdosagem de relaxantes musculares é possível e pode ser fatal. Os sintomas de uma overdose podem incluir sonolência, confusão, comportamento agitado, náusea e inconsciência.

A combinação de relaxantes musculares com anti-histamínicos ou álcool também pode aumentar o risco de overdose. É crucial seguir a dosagem prescrita e procurar atendimento médico imediato se houver suspeita de superdosagem.

Ciclobenzaprina – para uso de curto a médio prazo

Ao usar relaxantes musculares, é importante lembrar que eles são destinados a um tratamento de curto prazo e não devem ser utilizados por longos períodos. O uso prolongado pode levar ao vício, dependência e outros problemas de saúde.

Em vez disso, os pacientes devem explorar outras estratégias de controle da dor, como fisioterapia, massagem, terapia de calor e terapia de frio. Esses métodos podem ajudar a resolver as causas dos espasmos musculares e promover alívio a longo prazo.

Perguntas Frequentes

Agora, vamos abordar algumas perguntas frequentes:

A ciclobenzaprina é um analgésico ou anti-inflamatório?

Não, a ciclobenzaprina não é um analgésico nem um anti-inflamatório. Embora possa aliviar um pouco da dor, não é classificada como um narcótico.

Posso beber álcool enquanto tomo ciclobenzaprina?

Não é aconselhável beber álcool enquanto estiver tomando ciclobenzaprina, pois aumenta o risco de efeitos colaterais, como sonolência, tontura e maior risco de quedas. Portanto, evite o consumo de álcool ao usar ciclobenzaprina.

Às vezes, o álcool é usado como relaxante muscular, mas os médicos desaconselham isso devido ao potencial de dependência psicológica e física de seus efeitos.

Além disso, o álcool pode interagir negativamente com uma ampla variedade de drogas, incluindo antibióticos, antidepressivos, analgésicos, anti-histamínicos, barbitúricos, opioides e relaxantes musculares. Essas interações geralmente podem resultar em sonolência extrema e problemas hepáticos.

Conclusão

É importante monitorar a resposta do seu corpo aos relaxantes musculares e relatar ao seu médico quaisquer efeitos colaterais incomuns ou persistentes. Efeitos colaterais comuns incluem tontura, sonolência, boca seca e

. No entanto, podem ocorrer efeitos colaterais mais graves, como reações alérgicas, depressão respiratória e problemas hepáticos. Se você sentir qualquer um destes, procure atendimento médico imediato.

Seguindo o conselho do seu médico e explorando estratégias alternativas de controle da dor, você pode encontrar o plano de tratamento mais eficaz e seguro para suas necessidades específicas.

Espero que este artigo tenha sido útil e informativo. Se você já tomou Ciclobenzaprina ou conhece alguém que tomou, compartilhe sua experiência nos comentários. Isso nos ajuda a entender melhor o medicamento e ajuda outros leitores a aprender com suas experiências.

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM 158074 / RQE 65523, 65524 | Médico especialista em Acupuntura e Fisiatria pela USP. Área de Atuação em Dor pela Associação Médica Brasileira. Doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo. Professor e Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da USP. Diretor do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (CMBA).

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dr. Marcus Yu Bin Pai

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM 158074 / RQE 65523, 65524 | Médico especialista em Acupuntura e Fisiatria pela USP. Área de Atuação em Dor pela Associação Médica Brasileira. Doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo. Professor e Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da USP. Diretor do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (CMBA).

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

Como evitar queloides

Como evitar queloides?

Queloides são crescimentos dérmicos benignos que surgem através da cicatrização anormal de feridas em resposta a traumas ou inflamações anteriores da pele.  O desenvolvimento de

Continue Lendo
Pupila Dilatada

O que é Pupila Dilatada? Entenda!

A pupila, uma estrutura de grande importância em nosso sistema visual, apresenta complexidade em sua constituição. Seu tamanho varia em resposta a três categorias distintas

Continue Lendo
categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail