Doença de Grover – Dermatose Acantolítica Transitória

doenca de grover exame dermatologia

Fatos importantes

  • A doença de Grover é uma doença de pele rara causada por uma produção excessiva de suor.
  • Também é conhecida como dermatose acantolítica transitória.
  • Sintomas comuns da doença de Grover incluem manchas vermelhas e coceira na pele.
  • É mais comum em homens de meia-idade.
  • O tratamento para a doença de Grover inclui medicamentos e mudanças no estilo de vida.

Introdução

doenca de grover

A doença de Grover é uma doença de pele incomum que afeta adultos, principalmente aqueles com mais de 45 anos. Também é conhecida como dermatose acantolítica transitória.

É caracterizada por manchas vermelhas e escamosas no peito e, às vezes, nas costas, braços e pernas. A doença de Grover não é contagiosa e a causa é amplamente desconhecida.

Descrição
IdadeA doença de Grover é mais comum em pacientes brancos de meia-idade ou idosos, mas pode ser observada em outros grupos étnicos.
SexoOs homens são três vezes mais afetados do que as mulheres.
SintomasA coceira é o sintoma predominante, e muitos pacientes apresentam um curso crônico recidivante com episódios que duram semanas ou vários meses.
Persistência dos sintomasPacientes com pele danificada por UV podem apresentar sintomas persistentes.

Embora a causa exata da doença seja desconhecida, acredita-se que ela pode estar ligada a certos medicamentos, temperaturas extremas, estresse e predisposição genética. Acredita-se também que esteja possivelmente relacionada a outras doenças de pele, como eczema ou psoríase.

A doença de Grover é geralmente autolimitada e se resolve sozinha, mas existem tratamentos para aliviar os sintomas.

O tratamento inicial envolve corticosteroides tópicos e calcipotrieno tópico. Para casos graves, medicamentos orais, como corticóides e retinóides, podem ser prescritos.

É importante conversar com seu médico dermatologista sobre a melhor opção de tratamento para você.

Sintomas da doença de Grover

doenca de grover 2
Fonte: GROVER’S DISEASE – PERSISTENT ACANTHOLYTIC DERMATOSIS

A doença de Grover pode surgir como pequenas protuberâncias vermelhas nas costas e no peito, que podem se espalhar para os membros superiores.

As protuberâncias são levemente elevadas, mas podem parecer macias ou duras ao toque. Bolhas cheias de água podem aparecer ao lado ou dentro dessas protuberâncias.

A maioria dos casos de doença de Grover dura de 6 a 12 meses, mas alguns podem durar mais ou ir e vir com o tempo.

Outros sintomas incluem

  • Coceira na pele: a doença de Grover é caracterizada por coceira intensa e persistente na pele.
  • Erupção cutânea: uma erupção vermelha e irregular pode aparecer no peito e na parte superior das costas.
  • Bolhas: Pode ocorrer formação de bolhas na pele em alguns casos.
  • Descamação: a pele pode ficar seca e escamosa nas áreas afetadas pela doença.
  • Descoloração: áreas da pele podem ficar mais escuras ou mais claras.
  • Dor: pode ocorrer dor em queimação ou picada nas áreas afetadas.
  • Rachaduras: a pele pode rachar e ficar dolorida.
  • Descamação: a pele pode ficar escamosa e espessa nas áreas afetadas pela doença.

SintomaDescrição
Espessamento da peleManchas de pele espessa e coriácea no peito, abdômen, costas e rosto
Pele irregularProtuberâncias firmes ou nódulos na pele, geralmente vermelhos ou amarelos
HiperpigmentaçãoManchas escuras de pele no rosto, peito e braços
DorDor nas áreas afetadas, que podem ser agudas, ardentes ou dolorosas
CoceiraCoceira e sensação de queimação nas áreas afetadas

Causas comuns da doença de Grover

causa doenca de grover
  • Exposição excessiva ao calor: a doença é causada pela exposição prolongada e extrema ao calor.
  • Idade: a doença de Grover é mais comum em adultos mais velhos.
  • Pele molhada: a exposição prolongada à água (umidade) pode causar estas lesões na pele.
  • Suor: o suor excessivo pode contribuir para o desenvolvimento da doença de Grover.
  • Queimadura solar: a queimadura solar pode aumentar o risco de desenvolver a patologia.
  • Infecções: algumas infecções, como a varicela, podem causar a doença de Grover.
  • Medicação: certos medicamentos, como antibióticos, podem aumentar o risco de desenvolver a doença de Grover.

Diagnóstico

Um dermatologista pode fazer o diagnóstico com base na aparência clínica da pele e nos sintomas.

doenca de grover 1

O diagnóstico da doença de Grover nem sempre é simples e baseia-se nos sintomas do paciente e na aparência da pele. Se um médico suspeitar da doença, ele pode solicitar uma biópsia da erupção cutânea ou outros testes cutâneos para confirmar o diagnóstico.

Outras possibilidades de diagnóstico para a doença de Grover incluem um teste de alergia para verificar reações a certos medicamentos, alimentos ou alérgenos transportados pelo ar. Em alguns casos, um exame de sangue pode ser realizado para verificar níveis elevados de certos marcadores.

Um médico também pode solicitar um exame de urina para verificar se há sinais de infecção.

Em alguns casos, o médico pode solicitar uma biópsia de pele para confirmar o diagnóstico da doença de Grover. Uma biópsia de pele envolve coletar uma pequena amostra de pele e examiná-la ao microscópio. Este teste pode ajudar a determinar se o paciente tem doença de Grover ou alguma outra condição de pele.

Nome do exameDescrição do exame
Exames de sangueOs exames de sangue podem ajudar os médicos a diagnosticar a doença de Grover medindo os níveis de certas proteínas, hormônios e enzimas.
Biópsia de peleUma biópsia de pele envolve um médico coletando uma pequena amostra de pele e examinando-a ao microscópio.

Às vezes, uma biópsia de pele é necessária para descartar outras condições de pele que podem se assemelhar à doença de Grover.

Microscopia da Doença de Grover

A Doença de Grover é relativamente fácil de diagnosticar microscopicamente e tem características muito distintas. É uma combinação de dois padrões microscópicos diferentes, acantólise e disceratose.

Acantólise

A acantólise é um processo no qual a camada espinhosa da pele (desmossomos) perde o contato entre si, fazendo com que os queratinócitos se arredondem e se desfaçam, deixando espaço em branco entre eles. A camada basal da pele ainda está presa à derme, enquanto todas as outras células acima se desprenderam e se soltaram. Este processo é semelhante ao padrão observado no pênfigo vulgar.

Disqueratose

A disceratose é um padrão em que os queratinócitos estão sofrendo uma morte celular e seus núcleos tornam-se triturados e roxos, enquanto o citoplasma torna-se rosa-brilhante.


Diagnóstico diferencial da Doença de Grover

duracao doenca de grover
  • Tinea versicolor é uma condição comum da pele caracterizada pelo crescimento anormal e desregulado de um tipo de levedura na pele, que causa manchas descoloridas, geralmente leves e que podem variar de cor entre o bege, rosa e marrom.
  • Eritema anular centrífugo é uma condição cutânea caracterizada por anéis ou arcos vermelhos que se desenvolvem na pele, geralmente com diâmetros maiores do que 1 cm, e podem variar de cor entre o vermelho, castanho e cinza.
  • Dermatite seborreica é uma condição comum da pele que causa vermelhidão e descamação na pele, que pode ser vista principalmente na área do couro cabeludo, mas também pode se manifestar em outras partes do corpo, como face, pescoço, tronco e membros.
  • Pitiríase rosea é uma condição da pele caracterizada por uma erupção cutânea vermelha e escamosa, geralmente vista no tronco e couro cabeludo, que se desenvolve em um padrão difuso e geralmente se auto-resolve dentro de 8 a 10 semanas.
  • Pitiríase liquenoide é uma condição cutânea caracterizada pela presença de pequenas protuberâncias vermelhas na pele, geralmente de tamanho variável entre 1 e 5 mm, que podem ocorrer em qualquer parte do corpo ou em grupos.
  • Psoríase é uma condição da pele crônica caracterizada por manchas vermelhas e escamosas na pele, que podem ser dolorosas e coçar, e se desenvolvem como placas grossas, geralmente na área dos joelhos, couro cabeludo, cotovelos e costas.
  • Erupção cutânea causada por medicamentos é uma reação alérgica da pele causada pela ingestão de certos medicamentos, que causa vermelhidão, coceira, bolhas ou descamação da pele, e pode ocorrer em qualquer parte do corpo.
  • Linfoma cutâneo de células T é um tipo de câncer de pele caracterizado por manchas vermelhas e escamosas na pele, que se desenvolvem em placas ou em um padrão difuso, e geralmente se manifestam nas áreas dos joelhos, couro cabeludo, cotovelos e costas.

Possibilidades iniciais de tratamento

tratamento doenca de grover

A doença de Grover é uma doença de pele rara causada por um mau funcionamento das glândulas sudoríparas. As opções comuns de tratamento para a doença de Grover incluem evitar calor e umidade excessivos, aumentar a ingestão de água e evitar produtos irritantes para a pele. Os anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) também podem ser usados ​para reduzir a inflamação, a coceira e o desconforto. Anti-histamínicos podem ser usados ​para reduzir sintomas como coceira e urticária.

A terapia com luz, como a fototerapia, pode ajudar a reduzir a inflamação da pele e reduzir a coceira. Cremes, pomadas e géis medicinais também podem ser usados ​para reduzir a inflamação e a coceira. Em alguns casos, medicamentos sistêmicos, como antibióticos e esteróides, podem ser usados ​para reduzir a inflamação e ajudar a controlar a doença.

Nos casos em que os sintomas são graves, outros tratamentos, como retinóides, imunomoduladores e medicamentos biológicos, podem ser usados ​para reduzir a inflamação. Esses tratamentos podem ser usados ​em combinação com outros tratamentos, como terapia de luz, medicamentos e tratamentos tópicos. A cirurgia pode ser necessária em casos graves para remover a pele danificada.

Medicamentos para tratamento da doença de Grover

  • Tetraciclinas antibióticos que reduzem a inflamação interrompendo a síntese de proteínas bacterianas.
  • Retinóides derivados da vitamina A que podem reduzir a inflamação e limitar o desenvolvimento de novos vasos sanguíneos.
  • Imunossupressores suprimem o sistema imunológico para reduzir sua resposta à doença de Grover.
  • Corticosteróides reduzem a inflamação e suprimem o sistema imunológico.
  • Niacina uma vitamina B que demonstrou reduzir a formação de lesões na doença de Grover.
  • Fototerapia o uso de luz ultravioleta para reduzir a inflamação da doença de Grover.

Prevenção

Existem algumas medidas que podem ser tomadas para reduzir as chances de desenvolver a doença.

Usar roupas respiráveis ​que cubram grande parte do corpo é uma forma de prevenir a doença de Grover, além de evitar ambientes quentes e úmidos. É importante praticar uma boa higiene, como tomar banho regularmente e evitar compartilhar itens pessoais que possam entrar em contato com a pele. Além disso, reduzir os níveis de estresse e evitar certos medicamentos, como diuréticos, também pode ajudar a reduzir o risco.

Também é importante evitar o contato direto com certos produtos químicos, como detergentes, sabões e produtos de limpeza.

É importante estar atento a qualquer irritação da pele e tomar medidas para reduzi-la. Isso pode incluir evitar coçar as áreas afetadas, usar sabonetes suaves e não irritantes e evitar banhos ou chuveiros quentes.

Ao tomar essas medidas de precaução, as pessoas em risco de desenvolver a doença de Grover podem reduzir suas chances de desenvolver a doença.

Qual ​é o prognóstico da doença de Grover?

O prognóstico da doença de Grover é geralmente bom, com a maioria dos pacientes tendo uma recuperação completa. No entanto, em alguns casos, a doença pode se tornar mais grave e causar desfiguração da pele.

Em casos raros, a doença pode causar uma infecção com risco de vida.

O prognóstico da doença de Grover depende da gravidade da condição e da saúde geral do paciente.

A maioria dos casos pode ser controlada com sucesso com tratamento médico adequado e mudanças no estilo de vida.

O tratamento geralmente inclui medicamentos tópicos, como corticosteróides e antibióticos. Em casos mais graves, medicamentos orais e fototerapia podem ser usados.

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521.
Médica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM). Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês (SP).
Fellow em Tricologias, Discromias e Acne pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).
Pós-Graduação em Pesquisa Clínica pela Harvard Medical School – EUA (Principles and Practice of Clinical Research).

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dra. Juliana Toma

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521.
Médica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM). Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês (SP).
Fellow em Tricologias, Discromias e Acne pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).
Pós-Graduação em Pesquisa Clínica pela Harvard Medical School – EUA (Principles and Practice of Clinical Research).

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

Como evitar queloides

Como evitar queloides?

Queloides são crescimentos dérmicos benignos que surgem através da cicatrização anormal de feridas em resposta a traumas ou inflamações anteriores da pele.  O desenvolvimento de

Continue Lendo
Pupila Dilatada

O que é Pupila Dilatada? Entenda!

A pupila, uma estrutura de grande importância em nosso sistema visual, apresenta complexidade em sua constituição. Seu tamanho varia em resposta a três categorias distintas

Continue Lendo
categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail