Preciso tomar Dorflex ou Miorrelax em jejum?

Dorflex é um medicamento composto por três substâncias: dipirona monoidratada (300 mg), citrato de orfenadrina (35 mg) e cafeína anidra (50 mg) 2

Esses componentes atuam em conjunto para proporcionar alívio da dor associada a contraturas musculares, incluindo cefaleia tensional1.

  • A dipirona é um analgésico e antitérmico, responsável por aliviar a dor1
  • O citrato de orfenadrina é um relaxante muscular, que ajuda a reduzir a tensão e o desconforto causados pelas contraturas musculares2
  • A cafeína anidra potencializa o efeito analgésico da dipirona, aumentando sua eficácia no alívio da dor2.

O início da ação do Dorflex ocorre a partir de 30 minutos após a administração e pode durar até 8 horas1

É importante seguir as orientações médicas e a bula do medicamento para garantir o uso adequado e seguro do Dorflex.

Preciso tomar Dorflex em jejum?

Não é necessário tomar Dorflex em jejum. Você pode tomar os comprimidos com líquido (aproximadamente ½ a 1 copo) por via oral. 

Embora Dorflex não seja um anti-inflamatório, ele pode causar irritação gástrica em alguns casos4. Se você sentir desconforto estomacal após tomar Dorflex ou Miorrelax, pode ser útil tomar o medicamento com alimentos ou leite para reduzir o risco de irritação no estômago.

No entanto, é importante seguir as orientações médicas e a posologia indicada na bula do medicamento2. Se você tiver dúvidas sobre como tomar Dorflex, consulte seu médico ou farmacêutico para obter informações específicas sobre o uso adequado do medicamento.

Se você já teve irritação ou azia com o uso de Dorflex

Azia Constante 2 1

Para prevenir irritação no estômago ao tomar Dorflex em jejum, você pode seguir algumas orientações:

  1. Tome o medicamento com líquido: Beba aproximadamente ½ a 1 copo de água ao tomar os comprimidos de Dorflex.
  2. Faça uma refeição leve antes de tomar o medicamento: Comer antes de tomar o Dorflex pode ajudar a diluir o ácido gástrico e proteger as paredes do estômago.
  3. Evite bebidas alcoólicas: O álcool pode irritar o revestimento do estômago e piorar os efeitos do medicamento.

Se você continuar a experimentar irritação no estômago ao tomar Dorflex, mesmo após seguir essas orientações, consulte seu médico ou farmacêutico para obter informações específicas sobre o uso adequado do medicamento e possíveis ajustes no tratamento.

Irritação Gástrica Devida ao Uso de Dorflex

Azia Constante 3 1

1. Dor no Estômago: A dor pode manifestar-se como uma sensação aguda, ardente ou como cólicas no abdome superior, geralmente no meio ou na esquerda acima do umbigo. Em alguns casos, essa dor pode irradiar para a parte superior das costas.

2. Desconforto Estomacal: O desconforto estomacal refere-se a uma variedade de sensações que vão desde leve inchaço até sensações de pressão ou plenitude, mesmo quando se come pouco.

3. Sensação de Estômago Cheio: Mesmo após uma refeição leve, uma pessoa pode sentir como se tivesse comido em excesso. Esta é uma sensação de distensão e plenitude no estômago.

Mecanismo de Ação

A irritação no estômago pode ocorrer devido a substâncias contidas no Dorflex que provocam aumento da produção de ácido gástrico, ou por efeito direto do medicamento no revestimento do estômago. Aumentos na produção de ácido gástrico podem levar a uma maior susceptibilidade a lesões e inflamações do revestimento do estômago.

Recomendações

Para minimizar o risco de irritação estomacal:

  • Sempre tome Dorflex com uma quantidade suficiente de água.
  • Consumir o medicamento após uma refeição leve pode ajudar a reduzir a irritação, já que o alimento pode agir como uma espécie de “almofada”, minimizando o contato direto do medicamento com o revestimento do estômago.
  • Se os sintomas persistirem ou se tornarem graves, é aconselhável consultar um médico. Pode ser necessário ajustar a dose, mudar o medicamento ou considerar outras terapias.

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM 158074 / RQE 65523, 65524 | Médico especialista em Acupuntura e Fisiatria pela USP. Área de Atuação em Dor pela Associação Médica Brasileira. Doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo. Professor e Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da USP. Diretor do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (CMBA).

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dr. Marcus Yu Bin Pai

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM 158074 / RQE 65523, 65524 | Médico especialista em Acupuntura e Fisiatria pela USP. Área de Atuação em Dor pela Associação Médica Brasileira. Doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo. Professor e Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da USP. Diretor do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (CMBA).

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail