Músculos da coxa – quais são?

musculos da coxa quais sao

Introdução

Os músculos da coxa são essenciais para a movimentação e sustentação do corpo. Eles são responsáveis por diversas ações, como andar, correr, saltar, agachar e levantar peso. Além disso, os músculos da coxa também contribuem para a estética das pernas, já que, quando bem desenvolvidos, ajudam a definir as curvas e a musculatura.

No entanto, muitas pessoas têm dúvidas sobre quais são os músculos que compõem a coxa e como exercitá-los corretamente. Por isso, preparamos este artigo completo sobre o assunto, com informações importantes para quem deseja fortalecer e definir os músculos da coxa.

Músculos da Coxa

As coxas contêm alguns dos maiores músculos do corpo humano, com funções que permitem a flexão, extensão e rotação da parte inferior do corpo. Eles também suportam o peso do corpo, mantêm o quadril e as pernas alinhadas, além de contribuir para o equilíbrio.

Os músculos da coxa podem ser separados em seis grupos principais, de acordo com a localização e função: adutores, isquiotibiais, pectineus, quadríceps, sartório e outros músculos menores.

Adutores

Os adutores são músculos responsáveis pela adução da coxa, ou seja, a movimentação para dentro do corpo. Eles são compostos por três músculos principais: adutor curto, adutor longo e adutor magnus.

Isquiotibiais

Os isquiotibiais são músculos grandes que se estendem desde o osso do quadril (ísquio) até o osso da perna (tíbia). Eles são responsáveis pela extensão da coxa e flexão da perna.

Pectineus

O pectineus é um músculo adutor localizado na parte frontal da coxa. Ele produz a flexão da coxa para a frente e a adução para dentro do corpo.

Quadríceps

O quadríceps, também conhecido como “quatro músculos”, são os principais músculos da parte anterior da coxa. Eles são responsáveis pela extensão da coxa e ajudam a estabilizar o joelho.

Sartório

O sartório é um músculo localizado na parte lateral da coxa. Ele é responsável pela flexão da coxa, rotação externa da coxa e ajuda a estabilizar o joelho.

Músculos da coxa: conheça os principais

quadriceps musculos da coxa

A coxa é composta por diversos músculos, cada um com sua função específica.

Abaixo, apresentamos os principais músculos da coxa e suas características:

Quadríceps femoral: é um grupo muscular composto por quatro músculos, que se inserem na bacia e se estendem até a rótula. O quadríceps é responsável por estender o joelho e flexionar o quadril, sendo bastante exigido em atividades como corrida, salto e agachamento. Para exercitar o quadríceps, são indicados exercícios como agachamento, leg press e extensão de pernas.

MúsculoOrigemInserçãoAção
Reto femoralEspinha ilíaca ântero-inferior e parte superior do acetábuloA patela e a tuberosidade da tíbia através do ligamento patelarEle flexiona a articulação do quadril e estende a articulação do joelho. Também ajuda a estabilizar a patela durante a flexão do joelho.
Vasto intermediárioAspectos anterolaterais do corpo do fêmurA patela e a tuberosidade da tíbia através do ligamento patelarEstende a articulação do joelho.
Vasto Lateraltrocânter maior do fêmur, tuberosidade glútea, linha intertrocantérica e linha áspera do fêmurA patela e a tuberosidade da tíbia através do ligamento patelarEstende a articulação do joelho e também ajuda a estabilizar a patela durante a flexão do joelho.
Vasto MedialLinha intertrocantérica, linha áspera, linha supracondilar medial e septo intermuscular medial do fêmurA patela e a tuberosidade da tíbia através do ligamento patelarEstende a articulação do joelho e também ajuda a estabilizar a patela durante a flexão do joelho.

Isquiotibiais: Os isquiotibiais são um grupo de três músculos localizados na parte posterior da coxa. Consistem dos músculos semitendinoso, semimembranoso e bíceps femoral. Todos os três músculos se originam na tuberosidade isquiática da pelve e se inserem na tíbia e na fíbula da perna. Os isquiotibiais são responsáveis pela flexão do joelho e extensão do quadril.

MúsculoOrigemInserçãoAção
Bíceps FemoralTuberosidade isquiática da pelve e linha áspera do fêmurCabeça da Fíbula e Côndilo Lateral da TíbiaFlexão do joelho, extensão do quadril e rotação lateral do joelho e flexão do quadril
SemimembranosoTuberosidade isquiática da pelveCôndilo Medial da TíbiaFlexão do Joelho e Rotação Medial do Joelho e Flexão do Quadril
SemitendíneoTuberosidade isquiática da pelveAspecto medial e proximal da tíbiaFlexão do Joelho, Extensão do Quadril e Rotação Medial do Joelho e Flexão do Quadril

Sartório: é o músculo mais longo do corpo humano e está localizado na parte frontal da coxa. Ele é responsável por flexionar o quadril, estender o joelho e rotacionar a perna. Para exercitá-lo, é possível realizar exercícios como a cadeira abdutora e a mesa flexora.

MúsculoOrigemInserçãoAção
SartórioEspinha ilíaca ântero-superior do osso do quadril e o entalhe entre a espinha ilíaca ântero-superior e o espinha ilíaca ântero-inferiorTíbia, logo abaixo do côndilo medialFlexiona, abduz e roda lateralmente a coxa na articulação da anca e flete, aduz e roda medialmente a perna na articulação do joelho

Adutores: são um grupo muscular localizado na parte interna da coxa e responsáveis por aproximar as pernas uma da outra. Incluem o Pectíneo, Adutor Longo, Adutor Curto, Adutor Magno e Grácil. Para fortalecê-los, são indicados exercícios como a tesoura, a adução de pernas e a bola suíça.

  • O pectíneo é o músculo mais superior do grupo e se origina do pecten pubis, uma estrutura em forma de leque no ramo superior do osso púbico. Ele se insere na face medial do fêmur, logo distal à linha áspera. Sua ação é aduzir e flexionar a coxa na articulação do quadril.
  • O adutor longo se origina do tubérculo adutor no fêmur e se insere na face medial do fêmur, logo distal à linha áspera. Da mesma forma que o pectíneo, sua ação é aduzir, girar medialmente e flexionar a coxa na articulação do quadril.
  • O adutor curto se origina do corpo e do ramo inferior do púbis e se insere na face medial do fêmur, logo distal à linha áspera. Sua ação é idêntica ao adutor longo, aduzindo, rodando medialmente e flexionando a coxa na articulação do quadril.
  • O grácil se origina do corpo e do ramo inferior do púbis e se insere na face medial da tíbia, imediatamente proximal ao côndilo medial. Sua ação é aduzir, girar medialmente e flexionar a coxa na articulação do quadril. Também produz fraca flexão do joelho.
MúsculoOrigemInserçãoAção
PectíneoPúbisAspecto medial da diáfise femoral logo distal à linha ásperaAduz e flexiona a coxa na articulação do quadril.
Adutor LongoTubérculo Adutor do FêmurAspecto medial da diáfise femoral logo distal à linha ásperaAduz, gira medialmente e flete a coxa na articulação do quadril.
Adutor curtoCorpo e ramo inferior do púbisAspecto medial da diáfise femoral logo distal à linha ásperaAduz, gira medialmente e flete a coxa na articulação do quadril.
GrácilCorpo e ramo inferior do púbisAspecto medial da tíbia imediatamente proximal ao côndilo medialAduz, gira medialmente e flete a coxa na articulação do quadril. Também produz flexão fraca do joelho.
Adutor MagnoPorção superior se origina do ramo púbico e a porção inferior se origina do ramo isquiático.Porção adutora: superfície posterior do fêmur proximal, linha áspera, linha supracondilar medial
Porção dos isquiotibiais: tubérculo adutor e linha supracondilar
Adução do quadril, rotação medial.

Tensor da Fascia Lata: músculo localizado na região do quadril e da coxa. Origina-se do lábio externo da crista ilíaca e se insere na banda iliotibial da fáscia lata, que desce pela face lateral da coxa. O músculo funciona para flexionar e abduzir o quadril, bem como para girar medialmente e estabilizar a articulação do joelho. Também auxilia na flexão do quadril ao caminhar e desempenha um papel no controle postural.

MúsculoOrigemInserçãoAção
Tensor Fáscia Lata (TFL)Espinha ilíaca ântero-superior (EIAS) do ílio, porção anterior da crista ilíaca e lábio externo da crista ilíacaA banda iliotibial, que serve como uma fixação para o aspecto lateral superior da tíbiaO TFL é um flexor, adutor e rotador externo do quadril da coxa, o que ajuda a manter a postura do corpo evitando que o fêmur caia para dentro e para fora e estabilizando a articulação do quadril.

Como exercitar os músculos da coxa?

Para exercitar os músculos da coxa de forma eficiente, é preciso ter uma rotina de treinos consistente, com exercícios que trabalhem todas as regiões da coxa. Além disso, é importante respeitar o limite do seu corpo e não exagerar na carga ou na intensidade dos exercícios.

Para ajudar nessa tarefa, separamos algumas dicas de exercícios que podem ser realizados para fortalecer os músculos da coxa:

  • Agachamento livre ou com barra;
  • Leg press horizontal ou vertical;
  • Extensão de pernas na máquina;
  • Cadeira extensora;
  • Stiff;
  • Flexão de pernas;
  • Levantamento terra;
  • Cadeira abdutora;
  • Mesa flexora;
  • Adutora de pernas.

É importante lembrar que a escolha dos exercícios deve ser feita conforme o seu objetivo e condicionamento físico.

Caso tenha alguma dúvida, é recomendado buscar orientação de um profissional de educação física.

Lesões comuns na coxa

liberacao miofascial

Algumas lesões ou lesões comuns que afetam os músculos da coxa são:

Tensões musculares, distensões e rupturas

Ocorrem quando um músculo é esticado além de seus limites e as fibras musculares se separam. As distensões são comuns nos isquiotibiais e quadríceps, principalmente em atletas que realizam atividades intensas e de alta velocidade como futebol, futebol americano ou basquete.

Os sintomas incluem dor, inchaço, hematomas, rigidez e amplitude de movimento reduzida. As opções de tratamento incluem repouso, gelo, compressão, elevação (RICE), medicamentos anti-inflamatórios, fisioterapia e cirurgia para casos graves.

Contusões

São hematomas causados por golpes diretos nos músculos da coxa. As contusões são mais comuns no quadríceps do que nos isquiotibiais.

Os sintomas incluem dor, inchaço, descoloração e força reduzida. As opções de tratamento incluem RICE, medicamentos anti-inflamatórios, massoterapia e retorno gradual à atividade.

Síndrome de dor miofascial:

Esta é uma lesão muscular que resulta em dor crônica, podendo afetar os músculos e a fáscia (o tecido conjuntivo que envolve os músculos). A característica da patologia é a presença de bandas tensas e nós (pontos gatilhos) musculares hiperirritáveis, com sensibilidade ao toque e palpação, podendo resultar em dor irradiada/referida em outras regiões locais.

A síndrome da dor miofascial pode resultar de entorses ou distensões de uma articulação, movimentos repetitivos excessivos, altos níveis de estresse, má postura, fadiga, levantamento de peso ou fraqueza muscular.

Os sintomas incluem dor profunda e dolorosa em um músculo, nós sensíveis ou pontos de gatilho em um músculo e dificuldade para dormir devido à dor. As opções de tratamento incluem exercícios de alongamento, massagem terapêutica, acupuntura, dry needling (agulhamento seco miofascial) e injeções de ponto-gatilho

Massas de tecidos moles

São crescimentos anormais que podem se desenvolver dentro ou perto dos músculos da coxa. A maioria das massas de tecidos moles são benignas (não cancerosas), como lipomas (tumores gordurosos), fibromas (tumores fibrosos) ou cistos (sacos cheios de líquido).

No entanto, algumas massas de partes moles podem ser malignas (cancerosas), como sarcomas de partes moles (tumores raros que surgem de tecidos conjuntivos).

Os sintomas variam dependendo do tipo, tamanho e localização da massa.

Alguns podem causar dor ou desconforto, enquanto a maioria é assintomática (sem sintomas). As opções de tratamento dependem de vários fatores, como diagnóstico, resultados da biópsia. É importante procurar um médico para avaliação especializada.

Lesões musculares na coxa: quando você deve procurar um médico?

As lesões musculares da coxa são comuns, especialmente em atletas. Danos a um músculo da coxa podem aumentar as chances de você se machucar ainda mais.

É importante conversar com um profissional de saúde se você tiver algum dos seguintes sintomas:

  • Incapacidade de dobrar ou estender o quadril, ou o joelho.
  • Perda de sensibilidade ou fraqueza persistente na coxa ou quadril.
  • Dor que não desaparece ou piora quando você dobra ou estende o quadril ou o joelho.
  • Ruído (estalido) na perna ou coxa.
  • Lesões repetidas.
  • Inchaço ou hematoma.
  • Dificuldades para colocar peso na perna.

Os principais tipos de músculos da coxa são os adutores, isquiotibiais, pectíneos, quadríceps e sartório. Se você tiver algum desses sintomas, não hesite em ligar para o seu médico o mais rápido possível para agendar uma consulta.

Dr. Carlos Roberto Babá

CRM-SP 47825 / RQE 12910, 19925.

Médico especialista em Ortopedia, Traumatologia e Acupuntura.

Médico Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT).

Atuação na Área Clínica e de Ensino Médico.

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dr. Carlos Roberto Babá

Dr. Carlos Roberto Babá

CRM-SP 47825 / RQE 12910, 19925.

Médico especialista em Ortopedia, Traumatologia e Acupuntura.

Médico Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT).

Atuação na Área Clínica e de Ensino Médico.

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail