Canabidiol para tratamento de dor crônica

oleo de canabidiol para dor cronica carolina nocetti

O canabidiol, comumente referido como CBD, é um tratamento novo e vem sido mais estudado para a dor crônica.

O óleo de CBD é derivado de uma planta chamada cannabis sativa. A planta tem mais de 100 compostos químicos, chamados canabinóides, que têm uma série de efeitos, incluindo qualidades anti-inflamatórias e analgésicas (alívio da dor).

O canabidiol é um ingrediente promissor na indústria farmacêutica – onde pode ter um importante papel terapêutico em muitas áreas da saúde, incluindo controle da dor crônica, epilepsia, câncer e distúrbios do humor.

O que é dor crônica?

CICLO DA DOR

A dor crônica é definida como qualquer dor com duração superior a 12 semanas. Estima-se que um em cada cinco brasileiros sofra de dor crônica. Os opiáceos são o tratamento mais comum para a dor crônica, embora pesquisas substanciais mostrem que eles não são eficazes, requerem doses crescentes e apresentam um perfil altamente viciante.

Mesmo quando o alívio da dor é obtido, os medicamentos atuais podem ter efeitos colaterais significativos – incluindo o potencial de abuso/uso indevido – e geralmente são inadequados para uso a longo prazo.

O CBD pode ajudar a reduzir a dor agindo em uma variedade de processos biológicos no corpo. O CBD demonstrou funcionar como anti-inflamatório, antioxidante e analgésico. O CBD também pode reduzir a ansiedade que as pessoas que vivem com dor crônica costumam apresentar.


Tipos de dor que o CBD pode aliviar incluem:

  • Dor da artrite
  • Dor da artrite reumatóide
  • Dor da osteoartrite
  • Dor do câncer e tratamento do câncer
  • Dor da Esclerose Múltipla
  • Síndrome da dor crônica
  • Fibromialgia


Para esta matéria, convidamos a Dra. Carolina Nocetti, Médica e Consultora Técnica em Terapia Canabidnoide, para uma conversa esclarecedora, desmistificando o uso medicinal da cannabis para o tratamento de dores crônicas.

Vejo na mídia muitos relatos do uso com sucesso para dores reumatológicas, como artrite reumatóide e fibromialgia.

Em sua experiência, para quais tipos de dores crônicas o CBD funciona?

oleo cbd dor cronica

A Associação Internacional para Estudo da Dor define a dor como uma experiência sensorial e emocional desagradável associada a lesão tecidual real ou potencial, ou descrita em termos dessa lesão. A dor crônica tem como um dos critérios diagnósticos a duração por um tempo maior que 3 meses, caracterizando-se por persistência de dor física, deficiência, distúrbio emocional e afastamento social.

O tratamento para este tipo de dor é realizado através do uso de analgésicos, anti-inflamatórios não esteroidais e opioides fracos, mas infelizmente, este regime terapêutico não responde à altura do esperado para muitos pacientes.

Os produtos de Cannabis nesse sentido, tem sido utilizado para o manejo de quadros como fibromialgia, lombalgias, cefaléia, endometriose, dor em pacientes com esclerose múltipla, artrite, dor ocasionada por quimioterápicos e outros tipos de dores mas principalmente dor neuropática.


Como o CBD funciona para o tratamento de dor crônica?

Diversos estudos têm detalhado o efeito positivo do uso dos produtos de Cannabis em pacientes com dor crônica, sendo que essa abordagem farmacoterapêutica é cada vez mais comum em protocolos clínicos.

Os pacientes relatam diminuição no quadro de dor espontânea, redução da percepção da dor, diminuição no número de outras medicações utilizadas para controle da dor como por exemplo, opioides e melhora na qualidade de vida, principalmente por melhorar a qualidade do sono e reduzir os níveis de ansiedade.

No manejo dos pacientes com dor crônica, é muito comum a utilização dos produtos de Cannabis que contenham na sua fórmula, tanto o CBD quanto o THC para um melhor efeito global do quadro. O THC de fato tem maior efeito analgésico enquanto o CBD tem maior potencial anti-inflamatório.


Em quanto tempo é possível esperar resultados?

A resposta ao tratamento varia de paciente para paciente. Alguns pacientes podem apresentar respostas satisfatórias já na primeira semana de uso, outros vão precisar de um tempo maior e respondem em algumas semanas quando fazem ajuste da terapia e atingem uma dose terapêutica adequada para o seu quadro.


Muitos pacientes com dores crônicas são pacientes idosos, mais fragilizados. O uso do CBD nestes casos é seguro?

É sim. O uso dos produtos de Cannabis têm sido investigado em pacientes de diferentes quadros e idades, inclusive em pacientes idosos.

Os resultados sempre consideram a segurança e mostram que os idosos não sofrem de nenhuma complexidade maior frente ao uso dos produtos de Cannabis ou óleo rico em CBD.


Estudos preliminares mostraram um efeito favorável do CBD na redução da dor. No entanto, mais pesquisas são necessárias na forma de ensaios maiores e bem desenhados de maior duração para determinar sua eficácia e segurança a longo prazo.

Dra. Carolina Nocetti

Médica com experiência internacional em consultoria técnica e aplicações clínicas de Cannabis; dez anos de experiência nos EUA, oito anos dedicados ao ecossistema de Cannabis e mais de seis anos de experiência no desenvolvimento de produtos terapêuticos.

Coordenadora Internacional da Academia Americana de Medicina Canabinoide, e atua com educação, prática clínica e como consultora técnica em projetos nos EUA, Canadá, Uruguai, Paraguai, Colômbia, Israel e Brasil.

Participante de audiências públicas na Câmara dos Deputados, Senado e na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

 

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dra. Carolina Nocetti

Dra. Carolina Nocetti

Médica com experiência internacional em consultoria técnica e aplicações clínicas de Cannabis; dez anos de experiência nos EUA, oito anos dedicados ao ecossistema de Cannabis e mais de seis anos de experiência no desenvolvimento de produtos terapêuticos.

Coordenadora Internacional da Academia Americana de Medicina Canabinoide, e atua com educação, prática clínica e como consultora técnica em projetos nos EUA, Canadá, Uruguai, Paraguai, Colômbia, Israel e Brasil.

Participante de audiências públicas na Câmara dos Deputados, Senado e na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

 

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

Como evitar queloides

Como evitar queloides?

Queloides são crescimentos dérmicos benignos que surgem através da cicatrização anormal de feridas em resposta a traumas ou inflamações anteriores da pele.  O desenvolvimento de

Continue Lendo
Pupila Dilatada

O que é Pupila Dilatada? Entenda!

A pupila, uma estrutura de grande importância em nosso sistema visual, apresenta complexidade em sua constituição. Seu tamanho varia em resposta a três categorias distintas

Continue Lendo
categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail