Grânulos de Fordyce

Capa Granulos de Fordyce

Os Grânulos de Fordyce são pequenas glândulas sebáceas (bolinhas de gordura) que aparecem em áreas do corpo com pele mais fina, como a boca ou região genital. Estes pequenos caroços (não mais do que 3 milímetros) não são perniciosos ou infecciosos. A lesão é de aspecto vermelho pálido, amarelo-claro ou cor da pele[1]Arnold HL. Fordyce spots. Archives of Dermatology. 1974 Nov 1;110(5):811-..

Assim, os grânulos de Fordyce são um problema estético que podem ser confundidos com uma doença sexualmente transmissível. No entanto, essas lesões cutâneas não representam um problema de saúde, além da questão estética[2]Leung AK, Barankin B. Fordyce Spots. Consultant. 2016;56:377-8.

Os Grânulos de Fordyce são muito comuns, tanto em mulheres quanto em homens de qualquer idade. Acredita-se que afetem cerca de 80% dos adultos em algum momento de suas vidas.


Grânulos de Fordyce são glândulas sebáceas consideradas uma variação anatômica normal mais comum em adultos sem nenhuma necessidade de tratamento.

Fotos de Grânulos de Fordyce

Granulos de Fordyce
Fonte: Lee JH, Lee JH, Kwon NH, Yu DS, Kim GM, Park CJ, Lee JD, Kim SY. Clinicopathologic manifestations of patients with fordyce’s spots. Annals of dermatology. 2012 Feb 1;24(1):103-6.

Granulos de Fordyce Foto
Fonte: Vigarios E, Sibaud V. Grains de Fordyce de la muqueuse buccale. Annales de Dermatologie et de Vénéréologie-FMC. 2021 Mar 1;1(2):88-90.

Foto de Granulo de Fordyce
Múltiplas pápulas amareladas em lábio superior. Fonte: Teixeira MA, de Morais Cavalcanti SM, de Medeiros AR, de França ER. Treatment of Fordyce granules with a CO2 laser: report of two cases.


Sintomas de Grânulos de Fordyce

São geralmente pequenas lesões indolores, e não costumam causar qualquer irritação[3]Lee JH, Lee JH, Kwon NH, Yu DS, Kim GM, Park CJ, Lee JD, Kim SY. Clinicopathologic manifestations of patients with fordyce’s spots. Annals of dermatology. 2012 Feb 1;24(1):103-6.. Em resumo, sintomas podem incluir:

  • Surgimento de pequenas espinhas, pontos ou pedaços de cor branca, ou amarelada.
  • Surgimento de grãos de forma isolada ou agrupada.


No que consistem os Grânulos de Fordyce?

Os grânulos de Fordyce são glândulas sebáceas ectópicas. Isso significa que são glândulas que estão localizadas na epiderme quando sua posição normal é a derme. Portanto, como a epiderme é a camada mais superficial da pele, elas são visíveis.

Seu nome se deve ao fato de que o dermatologista John Addison Fordyce foi a primeira pessoa a investigá-los. Essas manchas são, na realidade, glândulas sebáceas ectópicas responsáveis por sintetizar o abo que lubrifica e protege a pele.

De acordo com uma estudo publicada na revista científica Clinical Case Reports and Reviews, elas podem surgir em 70 a 80% dos adultos, ou seja, é muito comum.

IMPORTANTE: Os grânulos de Fordyce não são malignos ou infecciosos.

Quem apresenta estas pequenas lesões pode pensar nelas como uma infecção sexualmente transmissível. No entanto, essas manchas não têm relação com infecções sexualmente transmissíveis. Portanto, seu único impacto é estético e não representam um problema de saúde ou são transmissíveis.


Quando estes grânulos surgem?

Granulos de Fordyce foto
Fonte: Healthjade.net

O mais comum é que esses grãos são mais perceptíveis durante a adolescência devido às alterações hormonais que ocorrem durante esse período.

Isso implica que essa doença pode aparecer na pele de qualquer pessoa, embora as lesões em mulheres sejam menos frequentes do que nos homens e embora pessoas com pele oleosa sejam mais suscetíveis a ter essas espinhas.


Diagnóstico

A lesão pode ser diagnosticada por um clínico geral ou médico dermatologista.

É considerada de fácil diagnóstico clínico e não são necessários exames complementares.

Diagnósticos diferenciais podem incluir:

Diagnóstico Diferencial
Milia
Manchas de Koplik
Hiperplasia sebácea
Cistos epidermóides
Verrugas virais
Herpes simples
Sífilis
Líquen Plano
Leucoplasia


Como tratar?

Apesar da sua aparênciaos grânulos não trazem consigo outros sintomas adicionais, como dor ou irritação.

Eles também não representam nenhuma ameaça à saúde; por isso não é necessário aplicar qualquer tratamento.

Em caso de dúvidas, é recomendado que um médico os examine e monitore sua evolução.

Sendo um problema cosmético, há tratamentos, citados abaixo:

  • Cremes: Pomadas com tretinoína e ácido diclorocártico são usadas para remover alterações da pele.
  • Curetagem com eletrocoagulação: esta técnica requer anestesia e consiste em remover os grânulos da pele através de sua auto-regeneração[4]Pallua N, Stromps JP. Micro-punch technique for treatment of Fordyce spots: a surgical approach for an unpleasant condition of the male genital. Journal of Plastic, Reconstructive & Aesthetic … Continue reading.
  • Laser: O laser de CO2 é indicado para remover grânulos de Fordyce. Pode não ser recomendado porque as cicatrizes podem permanecer[5]Ocampo‐Candiani J, Villarreal‐Rodríguez A, Quiñones‐Fernández AG, Herz‐Ruelas ME, Ruíz‐Esparza J. Treatment of Fordyce spots with CO2 laser. Dermatologic surgery. 2003 Aug;29(8):869-71..

Além disso, mesmo que sejam retirados, é possível que eles possam reaparecer. Assim, seu tratamento estético não é geralmente recomendado.


Recomendação

Quem tem lesões com Grânulos de Fordyce deve evitar espremer as lesões, pois pode aumentar o risco de infecção da pele.

Se você tem uma quantidade elevada de grânulos de Fordyce, pode ser bom consultar um médico dermatologista.

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas
1 Arnold HL. Fordyce spots. Archives of Dermatology. 1974 Nov 1;110(5):811-.
2 Leung AK, Barankin B. Fordyce Spots. Consultant. 2016;56:377-8
3 Lee JH, Lee JH, Kwon NH, Yu DS, Kim GM, Park CJ, Lee JD, Kim SY. Clinicopathologic manifestations of patients with fordyce’s spots. Annals of dermatology. 2012 Feb 1;24(1):103-6.
4 Pallua N, Stromps JP. Micro-punch technique for treatment of Fordyce spots: a surgical approach for an unpleasant condition of the male genital. Journal of Plastic, Reconstructive & Aesthetic Surgery. 2013 Jan 1;66(1):e8-11.
5 Ocampo‐Candiani J, Villarreal‐Rodríguez A, Quiñones‐Fernández AG, Herz‐Ruelas ME, Ruíz‐Esparza J. Treatment of Fordyce spots with CO2 laser. Dermatologic surgery. 2003 Aug;29(8):869-71.

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521.
Médica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM). Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês (SP).
Fellow em Tricologias, Discromias e Acne pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).
Pós-Graduação em Pesquisa Clínica pela Harvard Medical School – EUA (Principles and Practice of Clinical Research).

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dra. Juliana Toma

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521.
Médica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM). Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês (SP).
Fellow em Tricologias, Discromias e Acne pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).
Pós-Graduação em Pesquisa Clínica pela Harvard Medical School – EUA (Principles and Practice of Clinical Research).

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

Como evitar queloides

Como evitar queloides?

Queloides são crescimentos dérmicos benignos que surgem através da cicatrização anormal de feridas em resposta a traumas ou inflamações anteriores da pele.  O desenvolvimento de

Continue Lendo
Pupila Dilatada

O que é Pupila Dilatada? Entenda!

A pupila, uma estrutura de grande importância em nosso sistema visual, apresenta complexidade em sua constituição. Seu tamanho varia em resposta a três categorias distintas

Continue Lendo
categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail