Caroço no Cotovelo – O que pode ser? Causas, Sintomas e Tratamentos

Resumo sobre Caroço no Cotovelo

  • O que é? Protuberância anormal no cotovelo, que pode ou não estar acompanhada de sensibilidade local. Podendo ser apenas ou caroço, ou mais. A sua origem pode ser multifatorial.
  • Causas: As causas são multifatoriais e as mais comuns são: infecções bacterianas, carcinoma baso nuclear, trauma local ou fratura, cistos ganglionares, psoríase, gota, osteoartrite, tumor maligno, dentre outras.
  • Sintomas: Os sintomas são a alteração do aspecto natural do cotovelo, onde pode aparecer apenas um ou mais caroços, que podem ser avermelhados, esbranquiçados ou sem coloração. De aspecto rígido ou gelatinoso e com sensibilidade ou não.
  • Tratamentos: Não existe um tratamento único para caroços no cotovelo. É necessário entender qual é a causa para que se trate o problema. Os tratamentos variam de drenagens e remoções cirúrgicas até o uso de antibióticos locais ou orais. Serão direcionados os tratamentos de acordo com o diagnóstico.

Caroço no cotovelo – o que pode ser?

O tema da discussão de hoje é sobre caroço no cotovelo. Uma das partes mais negligenciadas do corpo. Pela dificuldade de visualizar o cotovelo no dia a dia, acabamos esquecendo que ele também precisa de cuidados, de hidratação e de atenção, assim como todo o nosso corpo.

Por ser uma pele mais espessa por conta da sua função, é necessário que o cotovelo seja hidratado com cremes ou óleos próprios, para que não apareçam fissuras por desidratação.

Algumas condições de saúde podem fazer com que surja o aparecimento de um ou mais caroços no cotovelo e, ainda que sejam indolores ou que sejam sensíveis, é importante procurar auxílio médico.

Existem algumas condições clínicas que podem fazer com que o paciente tenha caroços no cotovelo, então serão listadas as mais comuns.

É importante analisar todos os aspectos do caroço. É apenas um caroço? São vários caroços? O paciente está com dor no local? Existe alguma lesão? Há vermelhidão no local?

Algum outro sintoma associado? Ao final da anamnese feita pelo médico, os próximos passos serão tomados de acordo com a hipótese diagnóstica.

Infecções bacterianas

A epiderme é a camada superficial a pele que reveste todo o sistema, tendo como função proteger tudo o que está abaixo dela.

Assim como em qualquer parte do corpo, quando a epiderme é lesionada e os devidos cuidados não são tomados, a partir de um ferimento bactérias podem se hospedar no local causando uma infecção local (que inclusive pode se tornar sistêmica).

E nos cotovelos isto não é diferente, como foi citado, a pele do cotovelo é mais espessa, o que inclusive faz com que o paciente não sinta grandes desconfortos quando há alguma lesão e toda lesão é uma porta de entrada para patógenos.

O tratamento pode envolver a drenagem local e a aplicação de pomadas antibióticas. Geralmente é prescrita uma pomada antibiótica e, caso a infecção esteja muito agravada, um antibiótico por via oral.

pomada 5

Bursite Olecraniana

A bursite olecraniana é uma das causas mais frequentes de caroço no cotovelo. Essa condição ocorre quando a bursa, uma pequena bolsa cheia de líquido sinovial que ajuda a reduzir o atrito entre tecidos, torna-se inflamada.

A inflamação da bursa olecraniana pode ser causada por traumas repetitivos, como apoiar-se frequentemente no cotovelo, por uma lesão direta ou por infecção bacteriana.

A bursite olecraniana provoca inchaço e dor na região posterior do cotovelo, podendo limitar a amplitude de movimento.

Carcinoma baso nuclear

Carcinoma baso nuclear é um tipo de câncer de pele bastante comum, sua principal característica é uma saliência que pode ser esbranquiçada, rosada ou da cor da pele do paciente.

O tratamento geralmente consiste na remoção por meio cirúrgico e posterior biópsia e os próximos passos são norteados pelo resultado da biópsia e pelo histórico do paciente.

Trauma local ou fratura

Em se tratando de um cotovelo, muitas vezes as pessoas se apoiam de maneira forçada sobre ele ou acabam tendo algum acidente como uma lesão por pancadas.

Isso pode fazer com que cresça uma protuberância resultante de um tipo de nódulo, fazendo com que o paciente sinta dores no local e tenha dificuldades na sua mobilidade usual.

O tratamento consiste em imobilizar o local em sua posição anatômica ideal para que não sejam feitos esforços e não haja piora.

Cistos ganglionares

é um tipo comum e benigno que acomete as articulações, geralmente ao longo dos tendões ou articulações dos cotovelos, punhos e mãos.

São geralmente redondos e mais gelatinosos, geralmente é assintomático mas pode causar formigamento local. O tratamento consiste em drenar o local.

Psoríase

psoriase 100

A psoríase é uma doença autoimune que inicia-se quando o paciente está passando por problemas emocionais.

Geralmente acomete todo o corpo, causando vermelhidão e saliências na pele, em alguns casos os pacientes com psoríase têm seus cotovelos afetados com vários caroços avermelhados.

O tratamento é para conter a doença e esperar que ela entre em remissão, podem ser usados corticóides e cremes para o local, infelizmente a psoríase não tem cura.

Higroma

Outra possível causa de caroço no cotovelo é o higroma, uma espécie de cisto que se forma em resposta a uma pressão ou trauma local. O higroma é composto por um acúmulo de líquido seroso e pode ocorrer em várias partes do corpo, incluindo o cotovelo.

Essa condição é geralmente indolor, mas pode causar desconforto e limitação de movimentos, especialmente se o higroma aumentar de tamanho e pressionar estruturas próximas, como nervos e vasos sanguíneos.

Gota

Também conhecida como ácido úrico, é uma patologia que faz com que o ácido úrico se acumule nas articulações do paciente, inclusive os cristais que se formam na pele podem ser não apenas vistos mas sentidos pelo tato.

O paciente geralmente refere muita dor e seu tratamento é feito, na maioria dos casos, com um medicamento chamado de alopurinol, que ajuda a diminuir a concentração de ácido úrico.

Osteoartrite

Se trata de uma doença de origem articular, geralmente causada ao longo do tempo em pacientes que fazem movimentos repetitivos com esforços locais, podendo também ser pós-traumática, mas também pode acometer a população idosa.

O tratamento varia de acordo com o protocolo médico, que varia de acupuntura até infiltrações para melhorar a flexibilidade articular.

Lipoma

Tratamento para lipoma

O lipoma é outro tipo de caroço que pode aparecer no cotovelo. Trata-se de um tumor benigno composto por células de gordura, que pode se desenvolver em qualquer parte do corpo onde haja tecido adiposo.

O lipoma costuma ser macio, indolor e móvel, crescendo lentamente ao longo do tempo. Embora geralmente inofensivos, lipomas de grande tamanho ou localizados próximos a nervos e vasos sanguíneos podem causar desconforto ou dor.

Tumor maligno

Em algumas situações, os tumores malignos podem aparecer também nos cotovelos, os pacientes relatam um aumento no volume do cotovelo, dando a impressão de formar um caroço.

O tratamento inicia-se com o ortopedista e pode ser continuado pelo oncologista, para que seja feita a prescrição de quimioterápicos.

Para cada um dos casos é feito um tratamento. O aparecimento de caroços no cotovelo pode se tratar de algo simples ou de algo mais complexo, mas o diagnóstico é crucial para solucionar o problema do paciente.

Ao perceber um caroço no cotovelo, é importante procurar a avaliação de um médico para um diagnóstico preciso e orientações sobre o tratamento adequado. O tratamento pode variar de acordo com a causa do caroço, incluindo repouso, uso de anti-inflamatórios, drenagem do líquido acumulado ou, em alguns casos, cirurgia para remover o caroço.

Dr. Carlos Roberto Babá

CRM-SP 47825 / RQE 12910, 19925.

Médico especialista em Ortopedia, Traumatologia e Acupuntura.

Médico Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT).

Atuação na Área Clínica e de Ensino Médico.

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dr. Carlos Roberto Babá

Dr. Carlos Roberto Babá

CRM-SP 47825 / RQE 12910, 19925.

Médico especialista em Ortopedia, Traumatologia e Acupuntura.

Médico Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT).

Atuação na Área Clínica e de Ensino Médico.

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail