Tendinite do Calcâneo

  • A tendinite do calcâneo é a inflamação dos tendões no calcanhar do pé.
  • Causas comuns de tendinite no calcanhar incluem uso excessivo, calçados inadequados e pés chatos.
  • Os sintomas da tendinite do calcâneo podem incluir dor, inchaço e dificuldade para caminhar.
  • O tratamento da tendinite do calcâneo pode incluir repouso, aplicação de gelo, medicamentos, fisioterapia e órteses.
  • As complicações da tendinite do calcanhar podem incluir ruptura do tendão de Aquiles, fascite plantar e bursite.

O Que É Tendinite do Calcâneo?

O TENDÃO do calcâneo, também conhecido como Tendão de Aquiles, é uma área de tecido na parte de trás da perna. Esse é o maior e mais resistente tendão do corpo humano, ligando os músculos da panturrilha (que são os músculos gastrocnêmio e sóleo) ao osso do calcanhar.

O músculo gastrocnêmio flexiona o joelho e o tornozelo, enquanto o sóleo flexiona o pé quando apontamos os dedos para baixo. Em cada perna, possuímos um tendão de Aquiles.

As lesões no tendão do calcâneo estão associadas, aproximadamente 70% das vezes, com algum tipo de atividade esportiva, sendo mais frequente em atletas que participam de corridas de médias e longas distâncias, jogadores de voleibol e futebol.

Isso se explica porque o atleta sobrecarrega a funcionalidade dos sistemas musculoesquelético, tegumentar e nervoso, contribuindo para um desgaste mais intenso dessas estruturas.

Dessa forma, surgem processos inflamatórios e esfoliação das proteínas que causam lesões. O diagnóstico mais comum dessas lesões consiste em tendinites.

A tendinite é uma condição dolorosa e crônica, acompanhada por uma resposta inflamatória.


Causas, Formas e Sintomas da Tendinite do Calcâneo

tendinite cacaneo

No início, a tendinite do calcâneo pode surgir por natureza mecânica e, posteriormente, química. Ou seja, esforços repetitivos e prolongados, com sobrecarga, podem ser a causa inicial para as tendinites no tendão de Aquiles, seguido de desidratação na estrutura, quando estas não estão devidamente drenadas, além de alimentação inadequada e toxinas acumuladas no organismo.

Sintomas de tendinopatia do calcâneo

SintomaDescrição
DorDor aguda na parte de trás do calcanhar
InchaçoSensibilidade e inflamação ao redor do calcanhar e do tendão de Aquiles
RigidezFlexibilidade reduzida no tornozelo
TernuraDor quando a área é tocada ou pressionada
VermelhidãoA pele ao redor do calcanhar pode ficar vermelha e quente ao toque
Dor PulsanteUma dor surda que pode ir e vir

Erros de treinamento, bem como trabalhos monótonos e assimétricos também são fatores adicionais associados à tendinite do calcâneo.

A tendinite no tendão do calcâneo pode se manifestar na forma aguda e crônica. Na forma aguda, os sintomas consistem em dor aguda ou entorpecimento no terço distal da perna, além de endurecimento da panturrilha ao acordar pela manhã.

Durante a atividade física, as sensações são de diminuição da mobilidade articular e inflamação. Na forma crônica, ocorre dor intensa, rigidez no tendão, edema difuso e redução do movimento, que acaba impossibilitando o atleta de continuar suas atividades esportivas, como de costume.


Como É Realizado O Diagnóstico da Tendinite do Calcâneo?

O diagnóstico é clínico. O médico faz um exame físico analisando a região, verificando a presença de esporões ósseos e inchaço. O diagnóstico também pode ser confirmado por meio de exame radiológico, ultrassonografia e ressonância magnética.

O exame radiológico, ou raios-x, não necessariamente revela a tendinite do calcâneo, mas permite visualizar imagens dos ossos do calcanhar para descartar causas de dor associadas aos ossos.

Com a ultrassonografia, é possível ver os danos e inflamação associados ao tendão.

Os exames de ressonância magnética criam imagens detalhadas e transversais do tecido na região, detectando rupturas e degeneração, a fim de determinar a extensão do dano. Isso ajudará o médico na decisão sobre o tratamento mais apropriado.

O diagnóstico é fundamental para a escolha adequada do tipo de terapia a ser utilizado, pois em cada fase da tendinite do calcâneo, há alterações celulares.

Exame de diagnósticoFinalidade
Exame FísicoPara avaliar a área de sensibilidade, inchaço e amplitude de movimento
Raio XPara identificar quaisquer condições ósseas subjacentes que possam estar contribuindo para a dor. Avalia fraturas, calcificações
Ressonância magnéticaPara examinar os tecidos moles da área e fornecer imagens mais detalhadas das estruturas
UltrassomPara avaliar os tendões e músculos da área. Exame dinâmico, avalia fissuras e edema em articulações e tendões.
Exames de sanguePara descartar quaisquer outras condições médicas, como patologias reumatológicas.


Como É O Tratamento da Tendinite do Calcâneo?

Os tratamentos para tendinite do calcâneo são diversos e amplamente discutidos na literatura.

Dependendo da condição da tendinite, se está na forma aguda ou crônica, o tratamento pode variar, incluindo: a administração de medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides; exercício excêntrico e concêntrico; fisioterapia por meio de crioterapia; hipertemia; redução das atividades intensas na região; imobilização; repouso; ultra-som; laserterapia e outros procedimentos de reabilitação.

Geralmente, a administração de medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides associados aos exercícios excêntricos são os tratamentos prioritários, pois oferecem bons resultados a curto e longo prazo.

O uso de gelo controla a dor e o edema, reduzindo o fluxo sanguíneo local e as demandas metabólicas do tecido. A terapia por ondas de choque, gelo e plasma associados aos anti-inflamatórios possibilitam a redução da dor e são efetivos, mas a curto prazo.

Alguns estudos também revelaram que injeções de corticosteróides podem ter efeitos danosos no tendão, favorecendo sua ruptura.

Em alguns casos, quando todos os tratamentos forem realizados, não havendo melhora em pelo menos 6 meses e o quadro permanecer, então a cirurgia pode se tornar necessária.


Importância da fisioterapia motora na reabilitação

  • Redução da dor e a inflamação associadas à tendinite no calcanhar.
  • Melhorar a mobilidade, força e flexibilidade na área afetada.
  • Evitar mais lesões no calcanhar fornecendo suporte biomecânico adequado.
  • Promoção da cicatrização adequada, melhorando a extensibilidade do tecido e reduzindo o tecido cicatricial.
  • Aumento a circulação no calcanhar para ajudar na cicatrização.
  • Orientar o paciente sobre alongamento adequado, exercícios de fortalecimento e modificação de atividades.
  • Uso de dispositivos ortopédicos para apoiar e proteger o calcanhar.

Opções complementares – acupuntura e eletroacupuntura

A Eletroacupuntura é uma especialidade moderna da Acupuntura, unindo os conceitos da Medicina Tradicional Chinesa com a bioeletricidade, utilizando corrente elétrica.

Esse tratamento apresenta uma resposta terapêutica satisfatória à recuperação do sistema musculoesquelético, por proporcionar efeito analgésico sinérgico e miorrelaxante, favorecendo ainda o retorno do atleta as suas atividades esportivas.


É Possível Prevenir A Tendinite do Calcâneo?

Sim, existem algumas medidas que podem diminuir o risco de ter tendinite no calcâneo. Medidas simples, porém que podem fazer toda a diferença.

Antes de malhar ou praticar exercícios, primeiro aqueça os músculos e alongue os seus tendões de Aquiles. Fique em pé com a perna esticada, inclinando-se para a frente e mantendo o calcanhar no chão. Alongue a sua panturrilha.

alongamento

Reduza o estresse e a sobrecarga na região dos tendões.

Dê atenção aos seus calçados. Se você utiliza algum par de calçados há muito tempo, considere substituí-los. Dê preferência a calçados com amortecedores, para aliviar a tensão do tendão do calcâneo.


Considerações Finais

Se você desenvolver dor na parte de trás da sua perna, entre a panturrilha e o calcanhar, procure logo atendimento médico.

Se for tendinite de Aquiles e não for devidamente tratada, poderá progredir para uma condição mais grave e crônica, como a tendinose de Aquiles, uma patologia degenerativa que causa alterações permanentes.


Referências

FRANÇA, D. et al. Tendinite do tendão de Aquiles tratado por eletroacupuntura associado a cinesioterapia. Fisioterapia Brasil, v. 7, n. 4, p. 307-311. 2006.

SOUZA, R. V. Eficácia do treinamento excêntrico no reparo tecidual de indivíduos com tendinopatia de Aquiles: uma revisão bibliográfica. 2015. Monografia (Especialização em Fisioterapia com ênfase em Ortopedia) – Universidade Federal de Minas, Belo Horizonte, 2015.

VIEIRA, F. F. et al. Tendinopatia do tendão calcâneo. Publicatio UEPG: Ciências Biológicas e da Saúde, v. 16, n. 1, p. 35-42. 2010.

Dr. Carlos Roberto Babá

CRM-SP 47825 / RQE 12910, 19925.

Médico especialista em Ortopedia, Traumatologia e Acupuntura.

Médico Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT).

Atuação na Área Clínica e de Ensino Médico.

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dr. Carlos Roberto Babá

Dr. Carlos Roberto Babá

CRM-SP 47825 / RQE 12910, 19925.

Médico especialista em Ortopedia, Traumatologia e Acupuntura.

Médico Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP).

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT).

Atuação na Área Clínica e de Ensino Médico.

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

Remédio para dor na coluna: Conheça os mais potentes

Meloxicam serve para Dor na Coluna?

O meloxicam é um medicamento anti-inflamatório não esteroide (AINES) comumente utilizado para o tratamento de condições reumatológicas e osteoarticulares. Muitos pacientes que fazem uso do

Continue Lendo
categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail