D-Dímero: conheça este importante exame na era covid!

Provavelmente você nunca tinha ouvido falar do exame D-Dímero antes da pandemia da covid-19.

Neste texto você saberá a importância deste marcador nos dias atuais, para que serve e a sua utilidade para a prevenção de problemas vasculares.

Confira!

O que é o marcador D-Dímero?

O D-Dímero é um marcador biológico presente no sangue quando há degradação da fibrina, uma proteína que constitui os coágulos sanguíneos.

Ou seja, a presença de fibrina indica a formação de coágulos de sangue no organismo.

Assim, o D-Dímero é um exame complementar amplamente usado para a definição de diagnóstico de inúmeras doenças, entretanto o seu principal uso ocorre na triagem de pacientes com problemas vasculares.

Por que o exame D-Dímero é solicitado?

Este exame pode ser indicado em caso de suspeita de doença vascular ou para pacientes assintomáticos com fatores de risco (diabetes, hipertensão arterial, etc).

Dessa forma, o marcador D-Dímero é essencial para auxiliar no diagnóstico de complicações vasculares, tais como:

  • Trombose venosa profunda (TVP);
  • Tromboembolismo pulmonar (TEP);
  • Coagulação intravascular disseminada (CID).

Conheça agora um pouco mais dessas patologias vasculares.

D-Dímero: conheça este importante exame na era covid

Trombose venosa profunda (TVP)

É uma doença vascular relativamente comum, caracterizadas pela formação de trombos no sistema venoso periférico.

A formação dos trombos obstrui o vaso sanguíneo e compromete o fluxo de sangue local podendo ocasionar inchaço, dor e complicações mais graves como a embolia pulmonar.

O uso do teste D-Dímero auxilia no diagnóstico da trombose venosa profunda (TVP), mas por apresentar baixa especificidade são necessários outros exames para o diagnóstico da doença.

Tromboembolismo pulmonar (TEP)

Nesta patologia, há a presença de coágulos em uma ou mais artérias pulmonares.

Na maioria dos casos, os coágulos se originam em outras partes do corpo (principalmente nas pernas) e migram para o pulmão.

Os principais sintomas apresentados pelos pacientes com diagnóstico de TEP são a dispneia (falta de ar), dor no peito e fadiga.

Pacientes com suspeita de tromboembolismo pulmonar apresentam alterações séricas de D-Dímero no organismo, além de elevada concentração de heparina.

Assim, o teste rápido D-Dímero, junto com outros exames complementares, é considerado um índice preditivo e excludente para a suspeita de tromboembolismo pulmonar.

Coagulação intravascular disseminada (CID)

Esta doença ocorre com a ativação de cascatas de coagulação o que favorece a formação de trombos sanguíneos.

Em consequência, os trombos podem culminar na obstrução dos vasos, gerando uma isquemia que pode induzir à insuficiência múltipla dos órgãos.

A coagulação intravascular disseminada normalmente causa hemorragia, agravando o quadro clínico dos pacientes.

O diagnóstico da doença é confirmado quando há elevada quantidade de D-Dímero no plasma, sendo este um importante exame para o diagnóstico diferencial da CID.

trombose venosa profunda
Trombose venosa profunda ou coágulos de sangue. Embolia.


E quais são as vantagens do exame D-Dímero?

Veja porque este marcador é um importante instrumento de diagnóstico de doenças vasculares:

  • Coleta de amostra de sangue para a realização do exame realizada em laboratório;
  • Curto tempo para a emissão do resultado (aproximadamente 20 minutos);
  • Alta confiabilidade do teste;
  • Exame com alta sensibilidade para o diagnóstico de doenças;
  • Baixa razão de probabilidade negativa, isto é, apresenta segurança para o descarte ou confirmação de diagnósticos.

Destaca-se que, embora este exame tenha caráter de alta sensibilidade, a sua especificidade é baixa.

Isto significa que dependendo da hipótese diagnóstica outros exames específicos são necessários para o diagnóstico diferencial das doenças.


Teste rápido D-Dímero

A realização do teste rápido D-Dímero oferece agilidade no processo de triagem, diagnóstico e encaminhamento de pacientes.

O exame é efetuado com base em metodologia imunoenzimática de fluorescência projetado para quantificar os níveis de D-Dímero no sangue e, mais especificamente, no plasma humano.

O teste rápido proporciona:

  • Precisão do resultado a partir de uma única amostra de sangue;
  • Exclusão de hipóteses diagnósticas;
  • Segurança para o profissional da saúde estabelecer conduta ou encaminhar o paciente da melhor forma possível.

O resultado do exame apresenta os seguintes valores de referência:

  • Até 350ng/ml: resultado negativo para tromboembolismo;
  • Entre 351 e 500ng/ml: resultado intermediário que requer mais investigações clínicas;
  • Acima de 500ng/ml: resultado indica possível tromboembolismo e deve ser avaliado de acordo com os sintomas apresentados pelo paciente.

teste rápido D-dímero


Importância do marcador D-Dímero na era da covid-19

O D-Dímero é um dos principais marcadores do processo inflamatório do vírus da covid-19.

Estudos recentes indicam que os níveis de D-Dímero são muito altos em pacientes com covid-19, especialmente os gravemente doentes (pacientes hospitalizados em enfermarias ou UTI).

Assim, este marcador ganhou relevância para o prognóstico da covid-19, passando a ser solicitado para todos os pacientes internados.

O aumento do D-Dímero pode ser explicado pela interação entre a resposta inflamatória e a ativação da coagulação.

E o que isto quer dizer?

Significa que os valores elevados de D-Dímero são um indicador de gravidade da infecção pelo vírus da covid-19!

Esta identificação é fundamental para:

  • Definir a conduta adequada de pacientes com medicamentos anticoagulantes;
  • Evitar a ocorrência de trombose nos alvéolos pulmonares.

Fique atento!

Esta leitura trouxe informações essenciais sobre o marcador D-Dímero e a sua utilização nos dias atuais.

Agora você já conhece a sua importância para o diagnóstico de doenças e para a prescrição de condutas terapêuticas adequadas.

Assim, o D-Dímero além de ser um excelente instrumento para confirmar ou refutar problemas vasculares, também tornou-se uma ferramenta essencial no prognóstico de pacientes com covid-19.

Se você se identificou com algum problema de saúde descrito neste artigo converse com o seu médico!

A realização do teste D-Dímero é uma opção vantajosa que oferece segurança e precisão no resultado.


Referências

1 – Uso do marcador D-Dímero no diagnóstico de trombose em mulheres. Disponível em <https://celer.ind.br/uso-do-marcador-d-dimero-no-diagnostico-de-trombose-em-mulheres/> Acesso em 16 de agosto de 2022.

2 – SILVA, R.C.L.; SOUZA, I.V.; PEREGRINO, A.A. Utilidade clínica de analisadores de ensaio D-Dímero Points-of-Care para exclusão de tromboembolismo pulmonar em pacientes com COVID-19. Global Academic Nursing Journal, v. 1, n. 3, 2020. Disponível em <https://globalacademicnursing.com/index.php/globacadnurs/article/view/99> Acesso em 16 de agosto de 2022.

3 – CORRER, C. Dímero-D no auxílio diagnóstico de trombose e outras condições associadas. Disponível em: <https://clinicarx.com.br/blog/dimero-d-trombose/> Acesso em 17 de agosto de 2022.

4 – A importância do Dímero D no acompanhamento da covid-19. Disponível em: < https://www.lustosa.com.br/dimero-d-acompanhamento-covid-19/#:~:text=exame%20simples%20pode%20alertar%20para,conforme%20estudo%20divulgado%20em%202021.> Acesso em 17 de agosto de 2022.

Dr. João Arthur Ferreira

CRM-SP 19759 / RQE 3179 Atua no tratamento de reabilitação em atletas, dor aguda e dor crônica (cervicalgia, lombalgia, enxaqueca). Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura Coordenador do CEIMEC – Centro de Estudo Integrado de Medicina Chinesa – Curso de Pós-Graduação em Acupuntura Médica, reconhecida pelo CMBA (Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura).
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação (SBMFR).
Ex-Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Compartilhe Esse Conteúdo
Facebook
Twitter
LinkedIn
Dr. João Arthur Ferreira

Dr. João Arthur Ferreira

CRM-SP 19759 / RQE 3179 Atua no tratamento de reabilitação em atletas, dor aguda e dor crônica (cervicalgia, lombalgia, enxaqueca). Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura Coordenador do CEIMEC – Centro de Estudo Integrado de Medicina Chinesa – Curso de Pós-Graduação em Acupuntura Médica, reconhecida pelo CMBA (Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura).
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação (SBMFR).
Ex-Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Últimos Posts

newsletter

Receba Novidades Por E-mail

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

Remédio para dor na coluna: Conheça os mais potentes

Meloxicam serve para Dor na Coluna?

O meloxicam é um medicamento anti-inflamatório não esteroide (AINES) comumente utilizado para o tratamento de condições reumatológicas e osteoarticulares. Muitos pacientes que fazem uso do

Continue Lendo
categorias

Pesquise por Categoria

Urologia

Sintomas

Reumatologia

Radiologia

Psiquiatria

Psicologia

Pediatria

Otorrinolarigonlogia

Ortopedia

Oncologia

Oftalmologia

Nutrição

Notícias

Neurologia

Neurocirurgia

Nefrologia

Medicina Esportiva

Mastologia

Infectologia

Ginecologia e Obstetrícia

Gerontologia

Geriatria

Gastroenterologia

Fisioterapia

Fisiatria

Farmácia

Endocrinologia

Educação Física

Dor

Doenças

Dermatologia

Curiosidades

Clínica Médica

Cirurgia Vascular

Cirurgia Plástica

Canabidiol

Biomedicina

Artigos

Alergia

Acupuntura

newsletter

Receba Novidades Por E-mail